sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Peixe cozido à moda chinesa


Esta também vem dos antigamentes, lá em casa dos meus papás. Tento sempre que possivel utilizar peixe fresco, normalmente o pargo, por ser mais ou menos acessivel. Se for com um goraz ou com garoupa ainda fica melhor, mas infelizmente os preços desses peixes andam proibitivos. É muito fácil de fazer. A utilização do óleo é pouco usual na cozinha nacional, mas é assim que se faz mesmo, servindo só para molhar e amaciar a camada exterior do peixe.

- 1 pargo com peso à volta de 1,200 Kg
- molho de soja
- 2 ou 3 pedaços de gengibre fresco
- 2 dl. de óleo
- salsa ou cebolinho picado
- 6 dentes de alho laminados

É simplesmente assim: cozer o peixe. Se for em água, para quem não tem meio de o fazer em banho-maria ou vapor, deitar o gengibre na água e sal, este mais contidamente. Cozer não mais do que 15,20 minutos, para não perder demasiado o gosto. Se cozerem em vapor, colocar o gengibre em tirinhas por cima do peixe. Já aqui alguém percebeu que sou fã de gengibre? Acho que o aroma único, no peixe então fica estupendo. Entretanto levar a ferver o óleo num tachinho e deitar o alho, até este alourar. Isto é para ser feito de forma a coincidir o momento em que eles alouram com o momento de retirar o peixe do lume, porque tem de se deitar este óleo ainda bem quente no dito. O contacto entre os dois vai fazer a pele estalar, como se fritasse só esta superficie. É verdade, antes de se escaldar o peixito com o óleo, regá-lo com o molho de soja antes. Por fim, espalha-se as ervas por cima e serve-se, no meu caso, com arroz e legumes. Desta vez fiz courgettes salteadas, ficou óptimo. Ao servirem, não encharquem o peixe nem o arroz no molho, porque a sua presença discreta é suficiente para dar um gosto único a este prato.

11 comentários:

chalabi red disse...

sempre a aprender

kuka disse...

Não há dúvida.

Vera disse...

Completamente novo para mim. Com robalo funcionará bem Cristina? Tenho um lá em casa e não sei o que lhe fazer. Sinceramente não me apetece nem o habitual arroz nem assá-lo.

Mónica disse...

fica bonito e com certeza muitoooo saboroso!

Goretti disse...

Cá em casa peixe cozido é um prato frequente. Mas não desse modo. Nunca tinha ouvido falar. Com pescada fresca tb resulta?

Cristina disse...

Nunca usei nem robalo nem pescada, mas é questão de experimentar! Acho que a condição prioritária é mesmo ser peixe de boa qualidade, porque esta receita resulta disso mesmo, ela acentua muito o gosto natural do peixe! Se ele não for bom, não vai resultar tão bem;)

Elvira disse...

Sou fã de culinária chinesa, como a Cristina já deve ter reparado. Vou guardar preciosamente este sua receita. :-)

Paula disse...

Adorei a ideia!

Anónimo disse...

sempre aprender

Anónimo disse...

gostaria de aprender mais

carlota disse...

Vou experimentar a receita depois digo alguma coisa,o peixe que vou usar é pescada se souberem de mais receitas diferentes do trivial agradeço que me facilitem